Conheça nossos painelistas

Conheça nosso time de palestrantes, painelistas e moderadores que irão partilhar seus conhecimentos, em variadas mesas.

  • Adalberto Felinto da Cruz Júnior
    Secretário-Executivo do Banco Central do Brasil

    Adalberto Felinto da Cruz Júnior desempenha, desde 2017, a função de Secretário-Executivo do Banco Central do Brasil, onde ingressou há 20 anos. Atuou anteriormente, por sete anos, como Chefe do Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão da Instituição, à frente das suas áreas de gestão e planejamento estratégicos, orçamento e cultura organizacional.Como Secretário-Executivo, tem articulado a implementação do conjunto de prioridades estratégicas da Autoridade Monetária, notadamente no âmbito da denominada “Agenda BC#” e contribuído para consolidação de uma cultura atenta à PLDFT, assessorando e representando os seus dirigentes, sobretudo em assuntos que envolvem interlocução institucional de caráter transversal. É doutor em ciência da informação e mestre em administração pela Universidade de Brasília.

  • Airton Areias
    Head de Prevenção a Crimes Financeiros do Deutsche Bank Brasil e membro da Comissão de Certificação do IPLD

    Airton Areias possui 37 anos de experiência no mercado financeiro brasileiro, tendo atuado em bancos públicos e provados locais e em bancos de atacado estrangeiros nas áreas internacional, de auditoria interna e de prevenção a crimes financeiros. É membro da Comissão de Certificação do Instituto dos Profissionais de Prevenção à Lavagem de Dinheiro desde sua criação, em 2017, e participou como palestrante em congressos do próprio IPLD, da Febraban e também em países da América Latina. É certificado pela ACAMS desde 2008.

  • Alexandre de Camargo
    Gerente da área de Riscos e PLD-CFT do PicPay

    Economista e gerente da área de Riscos e PLD/CFT do PicPay com mais de 10 anos de experiência no mercado financeiro atuando diretamente em grandes instituições.

  • Alexandre Pinheiro dos Santos
    Superintendente Geral da CVM

    Superintendente Geral (Chief Operating Officer) e ex-Procurador-Chefe da Comissão de Valores Mobiliários – CVM. Procurador Federal. Ex-Advogado da Bolsa do Rio. Graduado em Direito pela Universidade Federal Fluminense – UFF (1993), com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas na Fundação Getulio Vargas. Professor de Direito Empresarial e do Mercado de Capitais, com aulas ou orientações ministradas em diversas instituições acadêmicas. Autor de livros e artigos (incluindo escritos no exterior). Co-Chair do Comitê de implementação da Convenção de Genebra sobre valores mobiliários intermediados (Geneva Securities Convention). Membro do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro – ENCCLA. Primeiro Coordenador do Termo de Cooperação da CVM com o Ministério Público Federal – MPF.

  • Altair Nascimento
    Coordenador da Comissão de Certificação do IPLD e Especialista em PLD-FT no Banco Original

    Coordenador da Comissão de Certificação. Formado em Economia, com pós-graduação em Controladoria e MBA em Gestão Financeira e Riscos. Atua há mais de 28 anos no setor financeiro, com passagem por instituições de pequeno, médio e grande portes nas Áreas de PLD/FT, Compliance, Auditoria Interna, Câmbio e Treinamento.

  • Ana Amélia Olczewski
    Diretora de Inteligência Financeira do Coaf

    Auditora Fiscal da Receita Federal do Brasil desde 1995. Atuou por 18 anos na Coordenação de Pesquisa e Investigação da RFB, onde exerceu os cargos de Chefe do Escritório no Rio Grande do Sul e Coordenadora Operacional de Investigação em Brasília. Atualmente exerce o cargo de Diretora de Inteligência Financeira do Conselho de Controle de Atividade Financeiras – Coaf. Graduada em Engenharia Civil. Tem formação na área de inteligência e investigação realizados na Escolas de Inteligência do Exército e Abin, Especialização na Escola Internacional da OCDE de Investigação de Fraudes Fiscais. Atua como palestrante em cursos e eventos realizados pelos Comitê Interamericano contra o Terrorismo e Comissão Interamericana para o Controle de Drogas da Organização dos Estados Americanos, OEA.

  • Ana Paula Bez Batti
    Procuradora na Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional

    Procuradora da Fazenda Nacional. Representante da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional nas Ações envolvendo Criptoativos e Blockchain no ENCCLA (estratégia Nacional de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro).

  • Anamara Osório Silva
    Secretária de Cooperação Internacional Adjunta na Secretaria de Cooperação Internacional da Procuradoria-Geral da República

    Anamara Osório Silva é Secretária de Cooperação Internacional Adjunta na Secretaria de Cooperação Internacional da Procuradoria-Geral da República. Também atuou como Procuradora-Chefe do Ministério Público Federal no Estado de São Paulo. É doutora em Direito Internacional pela Universidade de São Paulo. Cursou MBA em Gestão Pública pela FGV/SP e é Diretora na Associação Nacional dos Procuradores da República.

  • André Eduardo Demarco
    Diretor de Produtos de Compliance e Processos Licitatórios da B3, responsável pelo desenvolvimento e distribuição de produtos de KYC e PLD-FT

    André Eduardo Demarco, administrador de empresas, formado pela Universidade Mackenzie, com pós-graduação em Gestão Empresarial pela FIA/FEA/USP, MBA em Derivativos pela USP e LLM Master of Laws pelo Insper. Atua nos mercados financeiro e de capitais há mais de 20 anos. Ocupou as posições de diretor de Negociação Eletrônica, de Engenharia de Produtos, Serviços e Educação, Depositária e Operações de Balcão. Atualmente lidera a diretoria de Produtos de Compliance e Processos Licitatórios da B3, sendo responsável pelo desenvolvimento e distribuição de produtos de KYC e PLDFT, bem como responsável pelos serviços de processos licitatórios que a B3 desenvolve e oferece ao mercado.

  • Andreia Rumi Nakamura
    Membro da Comissão de Certificação do IPLD e Especialista em PLD-FT

    Membro da Comissão de Certificação do IPLD. Bacharel em Administração de Empresas, MBA em Finanças, mais de 22 anos de experiência em instituições financeiras, voltada para Auditoria Interna e Prevenção à Lavagem de Dinheiro.

  • Antenor Madruga
    Advogado

    Antenor Madruga tem atuado em casos complexos de natureza multijurisdicional, resultantes de grandes operações, como a Lava Jato. Sócio fundador do FeldensMadruga, escritório especializado na mediação e resolução de conflitos entre o particular e o Estado, com ênfase na cooperação internacional e nos temas de lavagem de dinheiro e corrupção. Entre 1996 e 2007, atuou como Advogado da União, tendo ocupado diversas funções públicas. Entre elas, Secretário Nacional de Justiça do Ministério da Justiça e Diretor do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Internacional (DRCI) do Ministério da Justiça, onde coordenou o início da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA), primeira experiência do gênero no país, em funcionamento até hoje. Na iniciativa privada, desde 2007, participou ativamente de fóruns de diálogo público-privado, tendo fundado, em 2018, o Instituto de Cooperação Jurídica Internacional (ICJI), com sede em Lisboa. Doutor em Direito Internacional pela Universidade de São Paulo (USP), é também Especialista em Direito Empresarial pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), e graduado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

  • Antonio Carlos Ferreira de Sousa
    Diretor de Integridade e Governança da Caixa Econômica Federal

    Antonio Carlos Ferreira de Sousa, Bacharel em Ciências Econômicas, Pós-Graduado em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria, trabalha na Caixa Econômica Federal desde 1989. Trabalhou no Ministério da Fazenda no Conselho de Controle de Atividades Financeiras – COAF/MF, onde exerceu o Cargo de Diretor de Inteligência Financeira e Supervisão e Presidente, tendo como principais funções a produção inteligência financeira para a prevenção e o combate à lavagem de dinheiro e do financiamento ao terrorismo e supervisionar setores econômicos obrigados sob a responsabilidade do COAF.

  • António Folgado
    Chefe de Divisão da Unidade de Assessoria Jurídica e Cooperação Internacional no Gabinete de Relações Internacionais da Direção-Geral de Política de Justiça, do Ministério da Justiça de Portugal

    Chefe de Divisão da Unidade de Assessoria Jurídica e Cooperação Internacional no Gabinete de Relações Internacionais da Direção-Geral de Política de Justiça, do Ministério da Justiça de Portugal. Membro da Delegação portuguesa no GAFI, em representação do Ministério da Justiça, desde 1993. Foi representante de Portugal no GAFISUD, atualmente GAFILAT, de 2002 a 2015. Membro do Comité Executivo da Comissão de Coordenação das Políticas de Prevenção e de Combate ao Branqueamento de Capitais e ao Financiamento do Terrorismo, desde 2015. Representante do Ministério da Justiça nas negociações da Directiva 2005/60/CE, de 26 de outubro, relativa à proteção da utilização do sistema financeiro para efeitos de branqueamento de capitais e de financiamento do terrorismo e da Diretiva (UE) 2018/1673, de 23 de outubro de 2018 relativa ao combate ao branqueamento de capitais através do direito penal (União Europeia). Avaliador da Guiné-Bissau, no âmbito do GIABA – Grupo Intergovernamental de Ação contra o Branqueamento de Capitais na África Ocidental. Consultor do Banco Mundial, Fundo Monetário Internacional e Nações Unidas, tendo realizado várias missões nos países africanos de língua oficial portuguesa e Timor-Leste para a elaboração de legislação, capacitação e preparação das ANR – Avaliações Nacionais de Risco em matéria BC/FT. Coordenador do grupo ad-hoc do GAFI para a verificação do cumprimento pelo Brasil da Recomendação 6 e das Resoluções da ONU em matéria de financiamento do terrorismo. Representante do Ministério da Justiça na Comissão para a Prevenção do Crime e a Justiça Penal, desde 2000 (UNODC – Nações Unidas). Representante do Ministério da Justiça nas negociações da Convenção contra a Criminalidade Organizada Transnacional e seus Protocolos Internacionais e da Convenção contra a Corrupção (UNODC – Nações Unidas). Avaliador da Espanha sobre a cooperação judiciária internacional em matéria penal, no contexto do Grupo Multidisciplinar Criminalidade Organizada e do mecanismo de avaliação criado pela Ação Comum de 5/12/1997 (União Europeia). Avaliador da Sérvia, no âmbito do Programa de Diálogo para a Liberalização de Vistos (União Europeia). Avaliador da Eslovénia e da Lituânia em matéria de criminalidade financeira e investigações financeiras no contexto do Grupo Multidisciplinar Criminalidade Organizada e do mecanismo de avaliação criado pela Ação Comum de 5/12/1997 (União Europeia). Avaliador da Islândia no âmbito da Convenção contra a Corrupção de Agentes Públicos Estrangeiros nas Transações Comerciais Internacionais (OCDE). Avaliador da Bósnia-Herzegovina no âmbito da Convenção contra a Corrupção (Nações Unidas). Representante de Portugal no GRECO – Grupo de Estados contra a Corrupção, desde 2011, onde coordenou as avaliações de Portugal no âmbito do III e IV Ciclos (Conselho da Europa). Representante de Portugal no CDCP – Comité Diretor para os Assuntos Criminais, desde 2011, tendo sido eleito para o respetivo Bureau no período 2018-2020 (Conselho da Europa). No plano bilateral, preparou e negociou diversos Acordos em matéria de extradição, transferência de pessoas condenadas, auxílio judiciário mútuo, partilha de ativos confiscados e combate à criminalidade e terrorismo, com países de diversos continentes.

  • Antônio Gustavo Rodrigues
    Ex-Presidente do Coaf

    Formado na Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Fez MBA Executivo organizado pelo Banco Mundial na Harvard Business School, além de vários cursos de especialização, principalmente nas áreas financeira e de negociação externa. Ingressou no BNDES, em 1985, como advogado e ocupou o cargo de Gerente de Organismos Internacionais no Departamento Financeiro e Internacional. Foi advogado do Banco Mundial, de 1992 a 1995, na divisão de América Latina e Caribe do departamento jurídico, em Washington. Em Brasília desde 1995, ocupou o cargo de Secretário-Adjunto de Assuntos Internacionais no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e também no Ministério da Fazenda. No início de 2004, foi nomeado pelo Presidente da República, por indicação do Ministro de Estado da Fazenda, para exercer o cargo de Presidente do Conselho de Controle de Atividades Financeiras – COAF, onde se aposentou em 2018. Exerceu a presidência do GAFISUD (Grupo de Ação Financeira da América do Sul contra Lavagem de Ativos) no ano de 2006 e do GAFI (Grupo de Ação Financeira contra a Lavagem de Dinheiro e o Financiamento do Terrorismo) em 2008.

  • Bernardo Antonio Machado Mota
    Coordenador-Geral de Articulação Institucional do Coaf

    Pós-graduado em Políticas Públicas e Gestão Governamental pela Escola Nacional de Administração Pública. Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília, onde também iniciou o curso de Economia ainda pendente de conclusão. No período de 1997 a 1999 atuou como Chefe da Divisão de Organismos Internacionais da Assessoria Especial de Assuntos Internacionais do Ministério de Ciência e Tecnologia, onde era responsável pelo assessoramento à cooperação multilateral. No período de 1999 a 2001, trabalhou como Assessor para Assuntos Internacionais da Presidência do COAF, onde também estava responsável pela cooperação do Conselho, tanto bilateral quanto multilateral, além de assessorar o Presidente ou representa-lo em foros e reuniões internacionais, bem como em delegações brasileiras no país ou no exterior. Participou também como especialista em inúmeras avaliações de países no âmbito dos grupos internacionais sobre o tema, além de ter trabalhado na coordenação nacional da avaliação do Brasil junto a esses grupos. Após tornar-se Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, retornou ao COAF em 2002, onde permanece até o presente momento como Coordenador-Geral de Articulação Institucional, sendo responsável pelos assuntos internacionais do órgão. Dentre as funções exercidas, tem atuado, juntamente com o Presidente do COAF, em diversos foros internacionais sobre o tema, tendo participado e chefiado inúmeras delegações brasileiras e também atuado como especialista em diversas avaliações internacionais. É atualmente o chefe da delegação brasileira no GAFI, GAFILAT e Coordenador do Grupo de Trabalho sobre Assistência Técnica e Treinamento do Grupo de Egmont.

  • Bernardo Srur
    Head de Compliance e Relacionamento Institucional do Mercado Bitcoin

    Bernardo Srur é Head de Compliance e Relacionamento Institucional do Mercado Bitcoin, onde ingressou em 2018, e liderou a adoção das melhores práticas de combate a ilicitudes, gestão de risco, ética, relação governamental e comunicação institucional pela empresa. Antes, foi gestor e liderou times na B3, Cetip e KPMG. Formado em tecnologia e com mais de 14 anos de experiência nessas áreas e governança.

  • Cid Carlos Costa de Freitas
    Coordenador-Geral de Investigação e Inteligência da Corregedoria do Ministério da Economia

    Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil exercendo suas funções como Coordenador-Geral de Investigação e Inteligência da Corregedoria do Ministério da Economia. Formado pela National Defense University (William F. Perry Center for Hemispherie Defense Studies) em Estratégia e Política de Defesa. Atuou como membro da força-tarefa da Operação Zelotes, em conjunto com o Ministério Público Federal, Polícia Federal e Receita Federal do Brasil. Foi instrutor da Escola de Administração Fazendária o Ministério da Fazenda – ESAF; Atualmente é coordenador pedagógico e instrutor do curso Entrevista Investigativa.

  • Edgard Rocha
    Diretor Administrativo-Financeiro do IPLD e Especialista em PLD-FT

    Diretor Administrativo-Financeiro do IPLD. Advogado graduado pela Universidade Estadual de Londrina e com intercâmbio acadêmico pela University of Delaware (EUA). Mestrando em Direito Penal Econômico pela Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP). Atuação especializada na implementação de Programas de Compliance e Programas de Prevenção à Lavagem de Dinheiro e ao Financiamento do Terrorismo. Sócio do Rocha Teider Advocacia e Consultor Jurídico e Especialista em PLD-FT.

  • Esteban Fullin
    Secretário Executivo do GAFILAT

    O Dr. Esteban Fullin atualmente exerce o cargo de Secretário Executivo do GAFILAT, cargo que já havia ocupado entre 2013 e 2016, onde também foi Secretário-Executivo Adjunto entre 2003 e 2013.  Entre 2016 e 2019, o Dr. Fullin foi Representante Regional de PLD/FT da América Latina e Caribe do Fundo Monetário Internacional.  Foi também Chefe da Área de Análise Econômica do Secretário Técnico de Planejamento, Controle e Legislação, Departamento de Prevenção ao Abuso de Drogas e Luta contra Tráfico de drogas da Presidência da República Argentina (SeDroNar). Como Secretário Executivo, atua em contato direto com as autoridades de todos os países da América Latina, bem como junto ao GAFI nas discussões dos padrões internacionais (40 Recomendações) e a metodologia para avaliá-las, incluindo avaliações da primeira, segunda, terceira e quarta rodadas de avaliações. Nessa posição, atua junto aos países da região quanto às necessidades e desenvolvimentos de assistência técnica. Ao longo de todos esses anos de experiência, participou de 15 processos de Avaliações Mútuas como líder de equipe, avaliador ou observador. Também é o representante titular do GAFILAT junto ao GAFI, OEA, Grupo de Egmont, UNCTC e outros grupos relevantes.

  • Estela Gouveia
    Membro da Comissão de Certificação do IPLD e Especialista em PLD-FT da Tokio Marine Seguradora

    Formada em Tecnologia em Processamento de Dados e Licenciatura em Ciências. Possui mais de 20 anos de experiência no setor financeiro. Membro da Comissão de Certificação do IPLD.

  • Evandro Camilo
    Especialista em questões regulatórias, compliance e inovação

    Advogado especializado em questões regulatórias, compliance e inovação. Legal expert no Switzerland Global Enterprise, órgão do governo Suiço. Evandro Camilo atua em due diligence, blockchain analysis e investigações forenses envolvendo rastreamento e transações com criptoativos, especialmente nos casos de fraude e prática de ilícitos. Como fundador de uma aceleradora Suíça, atua aconselhando empresas a estruturarem modelos de negócios inovadores e captar recursos por meio de emissão de tokens no Brasil e exterior.

  • Fabiana Marchesini
    Responsável pelas áreas de PLD-FT, Compliance e Riscos no Mercado Pago

    Atuando em PLD-FT há 14 anos em Instituições Financeiras e Instituição de Pagamento. Responsável por PLD-FT, Compliance e Riscos no Mercado Pago há 05 anos. Certificação de Especialista em Prevenção à Lavagem de Dinheiro – ACAMS. Formada em Administração, Pós-Graduada em Finanças e MBA em Gestão de Riscos Corporativos.

  • Fabrício Lima
    Líder de PLD-FT no Nubank

    Profissional com 20 anos de experiência nas Áreas de Auditoria, Controles e Compliance. Desde 2006 tem se atuado nas atividades de Prevenção à Lavagem de Dinheiro de grandes Instituições Financeiras e atualmente é o líder de AML no Nubank.

  • Geraldo Magela
    Ex Secretário Executivo do Banco Central e Especialista em PLD-FT

    Administrador pós-graduado pela UNB – Universidade de Brasília e ex Secretário-Executivo do Banco Central, com mais de 38 anos de trabalho dedicado à Instituição, sendo 32 anos na área de câmbio e capitais internacionais. Teve a oportunidade de coordenar, no âmbito da Autarquia, o Comitê Estratégico de Prevenção à Lavagem de Dinheiro no contexto das instituições financeiras. Acompanhou de perto a evolução cambial no Brasil nas últimas décadas, tendo participado da equipe que unificou o mercado de câmbio brasileiro em 2005 através de sua regulamentação. Palestrante e escritor, é autor do livro “Câmbio e Capitais Internacionais – O Relacionamento Financeiro do Brasil com o Exterior” – 2016, Editora Aduaneiras. Atualmente, é Presidente do Comitê de Riscos do BNDES, instituído na forma da Resolução nº 4.557, de 2017.

  • Gerson Romantini
    Chefe de Subunidade do Departamento de Supervisão de Conduta (DECON) do Banco Central do Brasil

    Gerson Romantini, Doutor e Mestre em Economia pela Unicamp, Advogado formado pela Faculdade de Direito do Largo São Francisco da USP, Chefe da Divisão de Supervisão de PLD/FT dos Grandes Bancos no Banco Central do Brasil, atua há mais de 20 anos na área de supervisão de instituições financeiras.

  • Giselle Oliveira de Barros
    Presidente do Conselho Federal do Colégio Notarial do Brasil - CNB

    Presidente do Colégio Notarial do Brasil – Conselho Federal (CNB/CF) e 23ª Tabeliã de Notas de São Paulo (SP).

  • Gustavo Dias
    Assessoria de Estudos e Relações Institucionais da Susep

    Mestre em Administração pelo COPPEAD/UFRJ e pós-graduado pelo Programa Management of Technology in Computer Networks do NCE/UFRJ e graduado em TI. Analista da Superintendência de Seguros Privados – SUSEP desde 2002, atua como Assessor da Coordenação-Geral de Fiscalização de Conduta e como Secretário do Conselho de Combate à Lavagem de Dinheiro e ao Financiamento do Terrorismo nos mercados de Seguros, de Resseguros, de Capitalização e de Previdência Privada Aberta. Atua também como Conselheiro da SUSEP no Conselho de Controle de Atividades Financeiras – COAF e como representante do Brasil e da SUSEP junto à Financial Crimes Task Force da IAIS, na Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro – ENCCLA e na delegação brasileira do GAFI/FATF. Leciona como professor convidado desde 1996, já tendo atuado em cursos de graduação e pós-graduação lato sensu na UFRJ.

  • Isaac Sidney
    Presidente da FEBRABAN

    Formado em Direito, Isaac Sidney fez especialização em Direito com área de concentração em Direito Penal e Processual Penal, e é mestrando em Direito, com área de concentração em Direito Constitucional. No âmbito do sistema financeiro, Isaac Sidney começou sua carreira no Banco do Brasil em 1990, e trabalhou por 18 anos no Banco Central, onde exerceu quatro cargos de direção nos últimos 10 anos: de secretário executivo, procurador-geral, chefe de gabinete da presidência e diretor de Relacionamento Institucional e Cidadania do Bacen. Isaac Sidney também já proferiu palestras de Direito em disciplinas como Compliance nas Atividades Reguladas e Direito Penal. Ainda implantou e coordenou a área de direito bancário do escritório Warde Advogados. Assumiu em maio de 2019 a Vice-Presidência Executiva da FEBRABAN – Federação Brasileira de Bancos e desde março de 2020, responde como Presidente da entidade.

  • Joaquim de Cunha Neto
    Vice-presidente do IPLD e ex Diretor de Inteligência Financeira e Supervisão do Coaf

    Formado em Direito, com MBA em Comércio Exterior e Câmbio pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Curso Superior de Política e Estratégia na Escola Superior de Guerra (ESG). Profissional do Sistema Financeiro, trabalhou por 23 anos na Caixa Econômica Federal e por 17 no Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF/MF), onde ocupou os cargos de Coordenador-Geral de Inteligência Financeira, de Coordenador-Geral de Supervisão e de Diretor de Inteligência Financeira e Supervisão. Ocupou os cargos de Conselheiro do Sub-Sistema Brasileiro de Inteligência de Segurança Pública (SISP) e do Conselho Nacional de Políticas Sobre Drogas (CONAD) e é também Avaliador do Grupo de Ação Financeira da América Latina (GAFILAT).

  • Jorge Lasmar
    PhD em Combate ao Financiamento do Terrorismo

    Jorge M. Lasmar é Coordenador Geral de Pós-Graduação das Faculdades Milton Campos bem como Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais da PUC Minas. Possui doutorado em Relações Internacionais pela London School of Economics and Political Science (LSE) tendo contado com bolsa da CAPES . Atualmente é Diretor de Assuntos Jurídicos da Associação Internacional de Estudos de Segurança e Inteligência (INASIS), Coordenador Regional (Brasil) da Terrorism Research Network (TRI) membro da Comissão de Certificação Profissional em Prevenção à Lavagem de Dinheiro e ao Financiamento do Terrorismo (CPLD-FT, IPLD). O Prof. Lasmar atua como advogado e consultor nas áreas do direito e relações internacionais e, em especial, da prevenção e combate ao terrorismo e seu financiamento. Proferiu palestras, cursos de capacitação e consultorias em diversas instituições públicas e privadas no Brasil e exterior. Atuou nas Comissões de Direito Internacional e de Relações Internacionais da OAB/MG, foi Coordernador da Central and Latin America Section of the ISA English School Section’s Committee for the Study of International Society in the Americas (CSISA/ISA), além de professor visitante do Programa de Doutorado da Universidad Nacional de Rosario e membro da Comissão de Avaliação Quadrienal da CAPES (2013-2016). Atuou também como Chefe do Departamento de Relações Internacionais da PUC Minas. Possui trabalhos publicados em cinco línguas, tem ampla experiência como comentarista em mídias nacionais e internacionais e conquistou vários prêmios, bolsas e condecorações incluindo o Best Scholar Paper Award da International Studies Association.

  • Jorsenildo Dourado do Nascimento
    Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Amazonas e Juiz Auxiliar da Corregedoria Nacional de Justiça do Conselho Nacional de Justiça - CNJ

    Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Amazonas. Pós- graduado em Direito penal e Processo Penal pela Universidade Federal do Amazonas. Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Amazonas há 14 anos. Juiz Auxiliar da Corregedoria Nacional de Justiça do Conselho Nacional de Justiça-CNJ. Representante do Conselho Nacional de Justiça na Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro-ENCCLA. Coordenador da Ação 12/2019 da ENCCLA, que incluiu notários e registradores na política de prevenção à lavagem de dinheiro. Palestrante em diversos Seminários e Congressos sobre Lavagem de Dinheiro. Vencedor da 1ª Menção Honrosa da 10ª Edição do Prêmio Innovare, categoria Juiz, 2013.

  • José David Martins Júnior
    Diretor Geral da ANCORD

    Advogado graduado pela Faculdade de Direito do Largo São Francisco (Universidade de São Paulo). Advogado e Diretor Administrativo da BM&FBOVESPA. Superintendente Geral da CNB – Comissão Nacional de Bolsas. Diretor da Associação Viva o Centro. Diretor Superintendente da ANCORD – Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias. Membro do Conselho de Supervisão da BSM – BM&F BOVESPA Supervisão de Mercados. Diretor Geral da ANCORD. Consultor jurídico de instituições do Mercado Financeiro e de Capitais. Arbitro da Câmara Arbitral da Bolsa Brasileira de Mercadorias. Membro da Diretoria Executiva da CNF – Confederação das Instituições Financeiras.

  • Karini Madeira
    Superintendente de Acompanhamento Técnico da CNSEG

    Formada em Ciências Atuariais, com MBA em gestão de risco e finanças. Há 16 anos atua no mercado de seguros, colaborou por 10 anos na SulAmérica, em diferente áreas de atuação como sinistro/combate à fraude, auditoria técnica, fluxo de caixa/tesouraria e gestão de risco. Sua última função na empresa foi Gerente de Riscos Corporativos. Desde 2013, trabalha na CNseg, sendo responsável pela Superintendência de Acompanhamento Técnico, que reúne a coordenação da Comissão Atuarial, de Investimentos, Contábil, Assuntos Fiscais, Digitalização, Resseguro, Controles Internos, Processos e Técnologia da Informação e Gestão de Riscos, além dos grupos de trabalho relacionados. Foi representante do mercado na Susep da Comissão Atuarial, Comissão Especial de Desenvolvimento do Mercado de Resseguros e da Subcomissão de Riscos.

  • Kelly Massaro
    Presidente da ABRACAM

    Kelly Cristina Massaro é administradora e tem mais de 26 anos de experiência profissional, sendo 19 anos dedicados ao mercado financeiro e de câmbio, com larga experiência em compliance financeiro. É presidente executiva da Associação Brasileira de Câmbio (ABRACAM) à frente da qual lidera o relacionamento institucional com autoridades governamentais dos três poderes, agentes de mercado e outras associações da indústria financeira nacional e internacional. Também é vice-presidente da Comissão Financeira do Mercosul (Ciasefim).

  • Luiz Navarro
    Consultor do Senado Federal, Ex-Ministro-Chefe da CGU e ex-Presidente e Membro da Comissão de Ética Pública (CEP) da Presidência da República

    Luiz Navarro é formado em Direito pela Universidade de Brasília (UnB) e Mestre em Políticas Anticorrupção pela Universidade de Salamanca (laureado com “Matricula de Honor”). É ex-Ministro-Chefe da Controladoria Geral da União (CGU) e ex-Presidente e Membro da Comissão de Ética Pública da Presidência da República (CEP) e Consultor do Senado Federal. É membro do Comitê Consultivo Sênior da Academia Internacional Anticorrupção (IACA). Na CGU, ocupou ainda os cargos de Corregedor da Área Econômica, de Secretário de Prevenção da Corrupção e de Secretário-Executivo da CGU, entre 2003 e 2013. Luiz Navarro participou da elaboração e implementação de normativos relacionados ao combate à prevenção e corrupção, a exemplo da Lei Anticorrupção (Lei nº 12.846/2013), da Lei de Conflito de Interesses (Lei nº 12.813/2013), da Lei de Acesso à Informação (Lei nº 12.527/2011) e da legislação antinepotismo no Poder Executivo federal (Decreto nº 7.203/2010). Durante o período na CGU, coordenou, ainda, a participação do Brasil em diversos mecanismos internacionais, a exemplo do Grupo de Trabalho sobre Suborno Transnacional, no âmbito da Convenção da OCDE, e da implementação da Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção. Navarro atuou também como perito titular do Brasil no Mecanismo de Acompanhamento da Implementação da Convenção Interamericana contra Corrupção (Mesicic). Ainda no Poder Executivo Federal, exerceu o cargo de Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental, do Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão (MPOG) e foi membro do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). Navarro atuou como consultor sênior do escritório Veirano Advogados na área Anticorrupção e Compliance e integrou os Conselhos de Administração e Fiscal da Petrobras, de março de 2015 a abril de 2017. É sócio fundador do Escritório Hage & Navarro Sociedade de Advogados.

  • Manuel Bermejo Fletes
    Gerente de Compliance Regulatório e PLD/FT e Membro da Comissão de Comunicação do IPLD

    Formado em Administração de Empresas, com MBA em Gestão Estratégica de Negócios e Especialização em Compliance como ferramenta de Gestão pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Profissional com mais de oito anos de experiência na área financeira, coordenando equipes e projetos em instituições nacionais e internacionais. Hoje é Gerente de Compliance Regulatório e PLD/FT e Membro da Comissão de Comunicação do IPLD.

  • Marcello Sellmer
    Especialista em Sanções Econômicas e Compliance de Crime Financeiro

    Economista com especializações em Comércio Exterior, Gestão pela Qualidade e MBA pela PUC-PR. Profissional com mais de 25 anos de experiência atuando em instituições financeiras no Brasil, México e Qatar. Especialista em Sanções Econômicas e Compliance de Crime Financeiro.

  • Marcelo Cavali
    Juiz instrutor no Supremo Tribunal Federal - Gabinete do Ministro Luís Roberto Barroso

    Doutor em Direito Penal pela Universidade de São Paulo (2014-2017). Visiting Scholar na Columbia Law School (2015). Mestre em Ciências Jurídico-Econômicas pela Universidade de Coimbra (2006). Juiz Federal. Juiz instrutor no Supremo Tribunal Federal – Gabinete do Ministro Luís Roberto Barroso (2017-atual). Professor do Programa de Mestrado Profissional da Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP).

  • Marconi Costa Melo
    Coordenador-geral de Cooperação em Matéria Penal do DRCI do Ministério da Justiça e Segurança Pública

    Coordenador-Geral de Cooperação Jurídica Internacional em Matéria Penal do Departamento de Recuperação de Ativos do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional da Secretaria Nacional de Justiça do Ministério de Justiça e Segurança Pública. Foi Secretário Executivo do Grupo de Ação Financeira da América Latina – GAFILAT (Argentina), no período de 2016 a 2019. Atuou como Diretor Adjunto do Departamento Internacional e Coordenador do Núcleo de Controvérsias no Exterior do Departamento Internacional da Procuradoria-Geral da União, Advocacia-Geral da União do Brasil – AGU, de 2013 a 2015. Ocupou o cargo de Secretário Executivo Adjunto do Grupo de Ação Financeira da América do Sul GAFISUD (organismo internacional posteriormente renomeado como GAFILAT), Argentina, 2012 a 2013. Atua como instrutor em cursos sobre “40 Recomendações do GAFI ou Cursos a países a ser avaliados” a funcionários de Argentina, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Guatemala, Panamá, Peru, República Dominicana e Uruguai; e em cursos de “Formação de Avaliadores – Metodologia de Avaliação do GAFI” para delegados dos países membros do GAFILAT (incluindo funcionários designados pela República Federativa do Brasil). Coordena avaliações mutuas do sistema de combate a lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo de diversas jurisdições, entre elas Panamá, República Dominicana, Bolívia e Uruguai. É formado em Direito pela Universidade de Brasília (UnB) e Mestre em Relações Internacionais, orientação Organismos Internacionais/Direito Internacional, Faculdade de Direito da Universidade de Buenos Aires – UBA.

  • Marcus Vinícius de Carvalho
    Superintendência Geral da CVM

    Responsável direto pelo Núcleo de Prevenção à Lavagem de Dinheiro e ao Financiamento do Terrorismo da Superintendência Geral da CVM. Graduado em Ciências Contábeis e Direito, com MBA em Finanças e Especialização em Direito Societário, tendo iniciado sua carreira como auditor independente. É Inspetor da CVM desde 1995, onde atuou por quase 20 anos na Superintendência de Relações com o Mercado e Intermediários – SMI. Desde 2015 é o responsável direto pelo Núcleo de Prevenção à Lavagem de Dinheiro e ao Financiamento do Terrorismo da Superintendência Geral da CVM. Conselheiro da Autarquia no COAF, também representa a CVM na Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro – ENCCLA, assim como na delegação brasileira no GAFI/FATF.

  • Mario Pereira
    Membro da Comissão de Certificação do IPLD e Especialista em PLD-FT

    Membro da Comissão de Certificação Profissional em Prevenção à Lavagem de Dinheiro e ao Financiamento do Terrorismo, a CPLD-FT. Formado em Administração de Empresas e pós-graduado em Banking e Gestão de Riscos de Fraudes e Compliance. Atua no mercado financeiro há mais de 30 anos.

  • Mateus Polizeli
    Especialista em Modelagem de Riscos

    Mateus Vendramini Polizeli é mestrando em Engenharia e Pesquisa Operacional pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) e Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), bacharel em Estatística pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) com MBA em Gestão de Riscos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Possui mais de 15 anos de experiência com modelagem de riscos, tendo trabalhado nos maiores bancos de varejo do país. Nos últimos dois anos tem atuado na área de Analytics de Prevenção à Fraudes e Lavagem de Dinheiro em instituição financeira de grande porte.

  • Maurício Costa de Moura
    Diretor de Relacionamento Institucional, Cidadania e Supervisão de Conduta do Banco Central do Brasil

    Maurício Moura ingressou no Banco Central em 2003 na área de Fiscalização. Desde 2017 atua como Diretor do Banco Central. Atualmente está à frente da área de Relacionamento Institucional, Cidadania e Supervisão de Conduta, após ter atuado como Diretor de Administração. Anteriormente, foi Chefe de Gabinete do Diretor de Organização do Sistema Financeiro e do Presidente do Banco Central. Seus desafios englobam os assuntos ligados à conduta de instituições financeiras, tanto de clientes quanto prevenção à lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo, educação financeira, relacionamento institucional e comunicação com o cidadão, poderes constituídos, parlamentares e imprensa.

  • Nelson Rodrigues de Oliveira
    Ex Chefe-Adjunto do Departamento de Supervisão de Conduta do Banco Central do Brasil

    Trabalhou no Banco Central do Brasil de 1985 a 2013 onde exerceu, dentre outros, alguns cargos comissionados, tais como, Chefe-Adjunto do Departamento de Supervisão de Conduta, Chefe-Adjunto do Departamento de Prevenção a Ilícitos Financeiros e de Atendimento de Demandas de Informações do Sistema Financeiro, Chefe-Adjunto do Departamento de Combate a Ilícitos Financeiros e de Supervisão de Câmbio e Capitais Internacionais e Consultor do Departamento de Combate a Ilícitos Cambiais e Financeiros, além de ter sido membro da Comissão de Ética desse órgão. Foi membro da Delegação Brasileira em reuniões do Gafi/FATF; e do Mecanismo 3+1 Sobre Segurança na Tríplice Fronteira Argentina/Brasil/Paraguai. Atuou como palestrante no Programa Nacional de Capacitação e Treinamento no Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro – PNLD, do Ministério da Justiça, para membros do Poder Judiciário, dos Ministérios Públicos, Polícias e outros Agentes, e em diversos outros fóruns. É portador do Diploma de Mérito COAF – Conselho de Controle de Atividades Financeiras, por reconhecimento de contribuição ao sistema brasileiro de prevenção e combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo (abril/2014). Atuou como representante do Banco Central nas reuniões da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro – ENCCLA, e no Sistema Brasileiro de Inteligência. É formado em Ciências Contábeis.

  • Octávio Paulo Neto
    Promotor de Justiça - Coordenador do Núcleo de Gestão do Conhecimento do Ministério Público do Estado da Paraíba

    Promotor de Justiça – Coordenador do Núcleo de Gestão do Conhecimento do Ministério Público do Estado da Paraíba – Secretário-Geral do Grupo Nacional de Combate as Organizações Criminosas (GNCOC) (2009/2012) – Membro Colaborador do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) – Membro Colaborador da SPPEA/PGR/MPF- Membro da Enccla – indicação do CNMP – Membro do Grupo interinstitucional de Trabalho do Projeto Bidal/OEA (Projeto Bidal – Proyecto de Administración de Bienes Incautados y Decomisados en América Latina) – pelo CNMP. – Diploma de mérito do COAF – 2014 (Portaria COAF/MF nº 05 de 13 de março de 2014) – instrutor da Escola Nacional do Ministério Público – instrutor da Esmafe TRF 5 – co-fundador do movimento hacker paraíba – co-fundador do hackfest.

  • Patrícia Alemany
    Delegada de Polícia Civil e ex Diretora do Departamento Geral de Combate à Corrupção, ao Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro do Estado do Rio de Janeiro

    Delegada de Polícia e ex Coordenadora do Laboratório de Tecnologia contra Lavagem de Dinheiro (LAB-LD) da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro.

  • Pedro Ruske Freitas
    Diretor de Promoção da Integridade na Controladoria-Geral da União

    Diretor de Promoção da Integridade na Controladoria-Geral da União. Auditor Federal de Finanças e Controle. Bacharel em Direito pela Universidade de São Paulo e pós-graduado em administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Atualmente cursando pós-graduação em Neurociências e Comportamento na PUC/RS. Ministra disciplina de Compliance na FGV. Foi Agente de Fiscalização Financeira no Tribunal de Contas do Estado de São Paulo e atuou na área de direito empresarial e fusões e aquisições antes de ingressar no setor público. Obteve as certificações Corporate Compliance and Ethics Professional – International (SCCE), Corporate Ethics & Compliance Management (John Cook School of Business, Saint Louis University) e Trace Anti-bribery Specialist Accreditation (Trace International).

  • Pierpaolo Cruz Bottini
    Professor livre docente do Departamento de Direito Penal, Criminologia e Medicina Forense da Faculdade de Direito da USP

    Professor livre docente do Departamento de Direito Penal, Criminologia e Medicina Forense da Faculdade de Direito da USP. Mestre e doutor pela Universidade de São Paulo. Esteve à frente da Secretaria de Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça (2005-2007) e do Departamento de Modernização Judiciária do mesmo órgão (2003-2005). Foi membro efetivo do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária e da Comissão de Juristas instituída na Câmara dos Deputados para revisão da lei de drogas (2019). É Coordenador do Observatório de Liberdade de Imprensa do Conselho Federal da OAB (2019). Foi membro da banca examinadora do concurso para juiz federal substituto (TRF 3ª Região). Autor de livros na área de direito penal como “Lavagem de Dinheiro” (com Gustavo Henrique Badaró, São Paulo, RT, 2012), “Crimes de perigo abstrato e princípio da precaução na sociedade de risco” (2ª edição, São Paulo, RT, 2008) e coordenou as obras “Reforma do Judiciário” e a “Nova execução de títulos judiciais”. É autor de artigos e publicações em revistas especializadas na área de direito penal.

  • Rafael Bezerra Ximenes de Vasconcelos
    Diretor de Supervisão do Coaf

    Diretor de Supervisão do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF), a Unidade de Inteligência Financeira (UIF) do País, desde outubro de 2019, após ter atuado no órgão, de julho de 2018 a outubro de 2019, como Conselheiro oriundo do Banco Central do Brasil (BCB), em cujo quadro ocupa o cargo de Procurador desde fevereiro de 2002 e exerceu diversas funções até outubro de 2019, a exemplo das funções de Subprocurador-Geral, Chefe de Gabinete do Procurador-Geral, Chefe de Gabinete do Secretário-Executivo, Coordenador- Geral da Assessoria de Gestão Estratégica da Procuradoria-Geral do Banco Central (PGBC) e Procurador-Chefe da Procuradoria do Banco Central do Estado da Bahia, como titular, além do ocasional exercício, como substituto, das funções de Procurador-Geral e de Procurador-Geral Adjunto. É mestre em Direito pelo Centro Universitário de Brasília (UniCEUB) e especialista em Direito Econômico da Regulação Financeira pela Universidade de Brasília (UnB), tendo-se graduado em Direito pela Universidade Federal da Bahia (UFBA).

  • Rafael Brum Miron
    Procurador da República do Ministério Público Federal de Curitiba

    Procurador da República titular do 11º Ofício Criminal de Curitiba. Coordenador Criminal do MPF no Paraná. Mestre em Direito pela Universidade Católica de Brasília (2017). Autor do Livro “Notários e Registradores no combate à Lavagem de Dinheiro”. Coordenador adjunto da Ação 12/2019 CNJ: “Integrar notários e registradores no combate e prevenção aos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção”.

  • Ricardo Liáo
    Presidente do Coaf

    FUNÇÕES ANTERIORES
    MINISTÉRIO DA JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA – Diretor de Supervisão do Conselho de Controle de Atividades Financeiras – Coaf, desde janeiro de 2019, atuando nos processos de regulação, fiscalização e administrativo sancionador, em relação às pessoas supervisionadas pelo Coaf.
    MINISTÉRIO DA FAZENDA – Secretário-Executivo do Conselho de Controle de Atividades Financeiras – Coaf, de abril de 2013 até janeiro de 2019, atuando nas áreas de supervisão, desenvolvimento institucional, gestão e tecnologia da informação.
    BANCO CENTRAL DO BRASIL – Assessor (1986/1991), Chefe Adjunto (1991/1996) e Consultor (1996/1999) no Departamento de Fiscalização.
    EDUCAÇÃO FORMAL
    Formação Superior: Ciências Econômicas da Faculdade de Tecnologia e Ciências Sociais
    Aplicadas do Centro Universitário de Brasília – UniCEUB, concluído em março de 1979.

  • Ricardo Saadi
    Delegado da Polícia Federal e ex Diretor do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI)

    Formado em Direito (Mackenzie) e Economia (PUC/SP), com especialização em Direito Processual Civil (PUC/SP), com mestrado e doutorado em Direito Político e Econômico (Mackenzie). Delegado de Polícia Federal desde 2002, tendo atuado como Superintendente Regional da PF no Rio Grande do Sul e no Rio de Janeiro. Diretor do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI) entre 2010 e 2017, mesmo período em que foi conselheiro do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF).

  • Roberson Pozzobon
    Procurador da República e Integrante da Força-Tarefa da Lava Jato em Curitiba

    Procurador da República. Integrante da Força-Tarefa Lava Jato desde 2014. Doutorando em Direito pela Universidade Federal do Paraná.

  • Roberto Biasoli
    Supervisor do Grupo de Investigações Sensíveis (GISE)

    Graduado em Direito na Universidade Mackenzie (1999), especialista em Direito Público pela Escola Paulista de Direito (2006) e formado na 259 turma da Academia Nacional do FBI (Federal Bureau of Investigation), nos Estados Unidos. Foi advogado durante 10 anos, nas áreas de contencioso empresarial e preventivo, sendo que há 11 anos, atua como Delegado de Polícia Federal, já tendo exercido as funções (i) de Coordenador-Geral de Articulação Institucional quando cedido ao Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional/DRCI do Ministério da Justiça, (ii) de Supervisor do Grupo de Investigações Sensíveis (GISE) de Londrina/PR.”

  • Roberto Leonel de Oliveira Lima
    Ex Presidente do Coaf e ex Auditor Fiscal da Receita Federal

    Engenheiro Civil de formação e Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil por mais de 33 anos, aposentado desde setembro de 2019. Desempenhou na Receita Federal por 22 anos a função de chefe do Escritório de Pesquisa e Investigação na 9ª Região Fiscal (Inteligência Fiscal), em Curitiba-PR, e entre janeiro e agosto de 2019 ocupou a função de Presidente do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF), a Unidade de Inteligência Financeira do Brasil. Participou de vários eventos no Brasil e no Exterior ligados ao assunto “Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro”, entre eles, no Programa de Treinamento Internacional sobre Fraudes Financeiras, promovido pelo Internal Revenue Service – IRS (Receita Federal Americana), no Federal Law Enforcement Training Center – FLETC, em Glynco, Geórgia, Estados Unidos da América, em 1997 e na visita de familiarização sobre ferramentas e técnicas utilizadas na luta contra a lavagem de dinheiro, junto à Agência Tributária Espanhola e Instituto de Estudos Fiscais da Espanha, Madri-Espanha, em março/abril de 2008. Como instrutor certificado do tema “Combate à Lavagem de Dinheiro e ao Financiamento do Terrorismo” pela Comissão Interamericana para o Controle do Abuso de Drogas – Cicad – da Organização dos Estados Americanos – OEA ministrou desde 2002 treinamentos e palestras, sobre “Lavagem de Dinheiro e Esquemas de Remessas Internacionais”, para diversas unidades da Receita Federal, assim como para diversos órgãos estaduais e federais, inclusive como instrutor do Programa “PNLD” do MJ/DRCI. Ministra palestras sobre Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro e sobre Compliance para graduandos e pós-graduandos em Auditoria e Contabilidade, Direito Tributário e Direito Penal e, mais recentemente, a centenas de notários e registradores especialmente para o Colégio Notarial do Brasil e ANOREG.

  • Robinson Fernandes
    Delegado da Polícia Civil de São Paulo

    Delegado da Polícia Civil de São Paulo especializado na área de combate à lavagem de dinheiro. Foi Delegado de Polícia Titular da 1ª Delegacia de Polícia (1ª DCF) da Corregedoria Geral da Polícia Civil (2018-2019) com foco de atuação no combate à corrupção e à lavagem de dinheiro. Foi Coordenador do LAB-LD da Polícia Civil do Estado de São Paulo de 2009 a 2018. Representou a Polícia Civil do Estado de São Paulo na Estratégia Nacional de Combate à corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA) de 2009 a 2019. Integrante da Delegação Brasileira perante o GAFI e Avaliador habilitado no critério de avaliação mútua dos países. Atuante na área de inteligência, no combate à lavagem de dinheiro e na cooperação jurídica internacional, há mais de 10 anos. Pós-doutorado pela Universidade de Lisboa em intercâmbio com a Universidade de Londres no campo da lavagem de dinheiro e da cooperação jurídica internacional, Doutor, Mestre e Bacharel em Direito. Palestrante no Programa Nacional de Capacitação no Combate à Lavagem de Dinheiro (PNLD) gerido pelo Ministério da Justiça. Outorgado do Diploma Mérito COAF 2018 e Homenageado com congratulação pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA 2020) na XVII Reunião Plenária em 2019 pelo empenho, profissionalismo e comprometimento com o trabalho especializado no combate à corrupção e à lavagem de dinheiro. Foi Presidente do IPLD de 2017 a fevereiro de 2019.

  • Rochelle Pastana Ribeiro Pasiani
    Coordenadora-Geral de Inteligência Financeira do Coaf

    Coordenadora-Geral de Inteligência Financeira no Conselho de Controle de Atividades Financeiras. Possui graduação em Direito pela Universidade de Brasília (2005), especialização em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília (2006) e Mestrado em Direito Internacional Público pela Universidade de Leiden, Holanda (2011). É da carreira Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental. Já foi coordenadora-Geral de Articulação Institucional no DRCI/MJ e trabalhou no Departamento Internacional da Advocacia Geral de União, possuindo 14 anos de experiência em prevenção à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo.

  • Rodrigo de Grandis
    Procurador da República do Ministério Público Federal de São Paulo

    Doutor e Mestre em Direito Penal pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Pós-graduado em Direito Penal pela Universidad de Salamanca-Espanha. Procurador da República (Ministério Público Federal) desde 2004, com atuação preponderante em crimes contra o sistema financeiro nacional e lavagem de ativos ilícitos. Membro do grupo de combate a cartéis da Procuradoria da República de São Paulo. Promotor de Justiça (Ministério Público do Estado de São Paulo) em 2003. Professor do Programa de Mestrado Profissional da Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP).

  • Safiri Felix
    Diretor executivo da ABCripto

    Diretor executivo da Associação Brasileira de Criptoeconomia – ABCripto. É um dos pioneiros do mercado brasileiro de cripto de Bitcoin, tendo participado de várias iniciativas envolvendo criptoativos e aplicações em Blockchain.

  • Sérgio Luiz Pinel Dias
    Procurador da República e integrante da Força-Tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro

    Procurador da República, integrante da força tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro, graduado em direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ. Mestre em direito e políticas públicas pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

  • Sérgio Moro
    Ex-Ministro da Justiça e Segurança Pública e ex-Juiz Federal

    Ex-ministro da Justiça e Segurança Pública do Brasil. Foi juiz federal, professor de direito processual penal na Universidade Federal do Paraná e Graduado em Direito pela Universidade Estadual de Maringá, tendo concluído seu mestrado e o doutorado na Universidade Federal do Paraná. Especializou-se em crimes financeiros e tornou-se juiz federal em 1996. Nessa função, trabalhou em casos como o escândalo do Banestado e a Operação Farol da Colina. Também auxiliou, no Supremo Tribunal Federal (STF), durante o julgamento dos crimes relativos ao escândalo do Mensalão. Comandou, entre março de 2014 e novembro de 2018, o julgamento em primeira instância dos crimes identificados na Operação Lava Jato, em Curitiba.

  • Silvia Rodrigues
    Diretora de Compliance PLD/FT para América Latina e Caribe da Mastercard e Membro da comissão de certificação do IPLD

    Diretora de Compliance PLD/FT para América Latina e Caribe de empresa de grande porte multinacional da indústria de pagamentos. Foi Chefe de Divisão no COAF/MF.


Apoiadores

Conheça nossos apoiadores que contribuíram para a realização deste evento